[Crítica] Procurando Dory

procurandodory_6

Procurando Dóri é a continuação de um filme que deu certo, mas que dessa vez não deu.

Dirigido por Andrew Stanton, Angus MacLane, mesmo diretor do primeiro filme, Wall-E, e John Carter, o filme conta a história da pequena Dóri, um peixe que é apresentado no primeiro filme e que tem um sério problema de memória recente. Em Procurando Nemo, Dóri era a coadjuvante da trama, mas agora a personagem passou a ser protagonista.

Dóri ganha uma lembrança de seus pais e isso faz com que ela queira procura-los. Basicamente esse é o roteiro do filme, onde Dóri tem flashes de memória que a fazem seguir caminhos e é claro que nesses caminhos surgirão problemas.

A personagem é muito cativante e engraçada desde o primeiro filme que acabou roubando toda a cena. Na versão brasileira a pequena peixe é dublada por Maíra Goés, que é uma grande artista, muito talentosa. Conversei com ela por uma rede social e ela conta que está muito feliz com os trabalhos da Disney e que tem muito orgulho disso. Me contou um pouco sobre como é ser dublador, disse que é uma profissão muito difícil e que ainda não é muito reconhecida no Brasil. Maíra é tão boa quando a atriz americana Ellen DeGeneres.

Na trama ainda encontramos um polvo chamado Hank que na minha opinião não deu certo. Ele não é engraçado, não é cativante e nem um pouco carismático. No entanto que ninguém sente falta dele quando não está em cena. Dublado por Antônio Tabet, um dos principais atores do canal Porta Dos Fundos, também não conseguiu dar o ar de coadjuvante para Hank. Talvez a inexperiência tenha sido o problema para Antônio pois até a sua voz não combina com o personagem.

O roteiro é fraco, sem muitas coisas novas, os personagens de Nemo e Marlin não fazem quase nenhuma diferença para o filme, as coisas não se encaixam. As tartarugas que aparecem no primeiro filme fazem exatamente a mesma coisa nesse segundo, não tem nenhuma exploração dos personagens que já existem e os novos são extremamente fracos.

A parte visual é bonita mas tive a impressão que que era menos caprichada que no primeiro filme.

Foi triste, pois eu gosto tanto da Dory que dei o nome da minha cadela em homenagem.

Resumindo o filme é para crianças que gostam de ver imagens e personagens fazendo caras e bocas e não dão bola para a estória.

Nota 4.0

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s