[Crítica] Perdido em Marte

k2.items.cache.a9ccd7cd1c4267a50c67ac0bd7180172_Mnsp-154

Uma aventura de tirar o fôlego, literalmente!

Ridley Scott acertou em cheio dessa vez! Apesar dos últimos filmes não terem feito um grande sucesso como, O Conselheiro do Crime e Prometheus, Perdido em Marte está disparando.

Com um roteiro adaptado de um livro de Andy Weir, que ajudou também com o roteiro do filme, a estória conta sobre um astronauta da NASA, chamado Mark Watney que precisa sobreviver sozinho no planeta Marte após ter sido dado como morto em um acidente com uma tempestade, enquanto o resto da tripulação da missão ARES 3 regressa a terra abortando a missão.

O filme é bastante técnico e mostra a quantidade de dificuldades que o astronauta enfrenta para racionar comida, água e para não ficar louco por conta dos fatos. Matt Damon que interpreta o protagonista, consegue muito bem deixar o filme leve e por muitas vezes engraçado. Damon é muito eficaz em passar o humor, inteligência do quase megalomaníaco astronauta.

Temos também a magnífica atuação de Jessica Chastain, fazendo papel de comandante da operação. Ridley Scott sempre coloca mulheres fortes em seus filmes, como em Alien com a tenente Ripley e em Prometheus com Elizabeth Shawn e dessa vez não foi diferente com Chastain. Ela é durona e muito inteligente, faz por merecer o papel de coadjuvante na trama.

Michael Penã está pela primeira vez fazendo um bom papel, menos exagerado e menos mexicano, dessa vez não fez tantas piadas preconceituosas. Deff Daniels, o eterno Harry de Deby & Loyde interpreta o diretor da NASA e também fez um grande papel. Suas atitudes não são das melhores mas acredito que seriam as que o real diretor da NASA tomaria.

O filme está maravilhoso. Os efeitos visuais são lindos como em todos os filmes de Scott, a parte artística e as máquinas estão muito reais, como rovers e aparelhos eletrônicos que realmente existem aparecem no set de filmagem. A réplica da Pathfinder que foi enviada a Marte em 1997 aparece no filme e tem um grande papel, é muito fiel e o próprio pessoal da NASA diz que o filme é muito crível.Acredito que dessa vez os produtores não meteram os dedos no filme e Scott fez como queria fazer.

Perdido em Marte é praticamente o primeiro filme que eu assisti que não pensei nenhuma vez, NOSSA QUE FRIA! ISSO NUNCA ACONTECERIA. Não!! Tudo que acontece no filme é pensado como se fosse real. Tudo é muito técnico e isso também é o diferencial desse filme. O astronauta precisas sobreviver em um planeta hostil, ou seja, ele precisa se planejar para sozinho conseguir comer, respirar, beber água e se comunicar para pedir ajuda.

Parabéns Ridley Scott por esse grande filme.

Nota 9.5

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s