[Crítica] Sniper Americano

american-sniper-poster-bradley-cooper

Dirigido por Clint Eastwood, American Sniper é um ótimo filme baseado em uma história real que fala sobre Chris Kyle, um homem do interior que decide participar do exército americano depois de velho, pois ele acreditava em sua habilidade de tiro que foi conquistada com a ajuda de seu pai ao praticarem caça. Depois de não ter nada na vida, nem mesmo um trabalho, Chris decide entrar para os SEALS e lutar contra o Iraque sendo um sniper.

Ele foi tão eficaz que acabou se tornando o maior sniper americano de todos os tempos, responsável por abater mais de 160 pessoas consideradas inimigos perigosos.

Sem spoilers vamos dizer que a história é muito surpreendente e vale muito a pena assistir. É claro que o filme esconde muito as torturas realizadas pelos americanos na guerra contra o terror e inclusive tenta dizer que os americanos são os heróis e bondosos. Coisa que não é verdade.

A interpretação de Bradley Cooper é uma das melhores que ele ja realizou e para ficar mais parecido com Chris Kyle,  teve que ganhar mais de 18 kg, fazer muitos treinos de tiros e  inclusive participar do treinamento real do exército. Ele consegue com muita facilidade, passar a sensação psicológica em que Chris acaba ficando, após ser responsável não pelas mortes de inimigos, mas pelas mortes dos seus amigos do exército que ele não conseguiu evitar. Esse é o maior problema em sua vida cotidiana, lidar com o psicológico e com suas família.

O filme além de ser uma história real, é interessante, bem feito e com um final surpreendente.

Nota 8.0

Anúncios

2 Respostas para “[Crítica] Sniper Americano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s