[CRÍTICA] CHAPPIE (2015)

Chappie_poster

CASTigados!!!! Acabei de assistir CHAPPIE e quero contar como foi!

O filme foi dirigido por Neil Blomkamp, mesmo diretor de Distrito 9 e Elysium, e me parece mais uma crítica social. Muitos críticos disseram que esse é um dos primeiros filmes que não são crítica social do Blomkamp, mas eu enxerguei uma crítica bem interessante. O comportamento de uma sociedade.

O filme conta a estória de um garoto, programador de uma empresa de robótica militar, que consegue descobrir um algoritmo para inteligência artificial e acaba roubando um dos robôs defeituosos para efetuar um teste dessa nova tecnologia. Então esse robô, cria vida, como um bebê, mas por motivos que vocês devem ver no filme, ele acaba caindo em mão erradas e acaba aprendendo a viver nas ruas, como um bandido.

O roteiro escrito pelo próprio diretor, não foi muito feliz. O filme tem uma boa premissa mas que no final, acaba se perdendo por completo.

A interpretação dos atores Dev Pater ( Quem Quer Ser Milionário), Hugh Jackman ( Não preciso dizer da onde) e Sigourney Weaver estão bem fracas. Está longe de ser uma grande interpretação. Não conseguimos identificar se Vicent More(Jackman) é bom ou mal, não fica claro. Dev Patel no papel de Deon, não convence muito bem ao se passar por programador e Sigourney no papel da chefe da indústria também não passa a sensação de segurança que uma chefe de indústria de robótica deveria ter. Inclusive a empresa Tetra Vaal, nem parece ser uma empresa que vende robôs para a polícia. Parece mais um escritório de contabilidade de pequeno porte. Talvez pelo fato do filme se passar na áfrica mas mesmo assim, não acredito que uma empresa desse nível militar seria são pobre e com tão poucos funcionários.

O filme é interessante, até por vezes engraçado. Chappie precisa aprender a falar, pois no início ele é um bebê, mas com uma força extraordinária. Essa passagem é muito legal de acompanhar, mas o final do filme acaba saindo do foco e se tornando um tanto chato. Os bandidos não parecem bandidos e não agem como bandidos. O programador não parece um programador e nem a empresa parece uma empresa.

Vamos acrítica social! Sim, eu consegui ver uma crítica, que conta que por mais que você seja diferente, tenha boas intenções, se você for educado da forma errada, vai acabar indo para o lado errado da coisa. A sociedade não vai te ajudar em nada, a não ser teus pais. O robô, pode ser visto simplesmente como uma pessoa que está somente aprendendo mais rápido a viver. Acredito que o diretor quis passar essa msg. De que precisamos ter um bom acompanhamento dos nossos pais  ou dar um bom acompanhamento para os nossos filhos, pois é somente assim que vamos conseguir fazer com que eles sejam alguém de verdade.

Efeito visuais. O CGI está impressionante e eu pensei comigo mesmo. Poxa. Hoje em dia não se pode mais ver a diferença entre verdade e mentira em um bom filme. Os movimentos do robô que foram capturados por Sharlto Copley, são muito realistas. O ambiente também é muito bem construído e tem a mesma cara de todos os filmes de Blomkamp.

Nota 7.5 por ser um filme que tem uma boa msg para te passar, mas que o roteiro não ajuda.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s